No dia 15 de julho de 2017, a fim de celebrar e certificar os alunos da 2ª temporada de Oficinas Gratuitas e os participantes do Programa de Voluntariado na UNINOVE, a IYF Brasil realizou a Noite Cultural em São Paulo. Apesar de não ter muitas danças e músicas novas, foi uma noite muito especial para todos os envolvidos.

viaje

Tudo começou há mais de um mês, quando muitos novos voluntários, pessoas que conheceram a ONG através do Programa de Palestras, de eventos como o Korea Camp ou através de indicação de amigos, começaram a frequentar o workshop de dança aos sábados. Posteriormente, o workshop foi transferido para as terças-feiras devido à 2ª temporada de Oficinas Gratuitas – recorde de participantes, com os turnos da manhã e tarde – ser aos sábados.

O presidente da IYF deixou bem claro logo de início: “Dançar é a última coisa que vocês farão aqui!”
Passando por um período de treinamento do coração, através das palestras de inteligência emocional, da convivência com novos amigos e da superação de desafios e limites pessoais, os novos jovens não só começaram a aprender as danças culturais e do Righteous Stars, mas também começaram a conhecer mais sobre eles mesmos e a ganhar um coração forte.

No grande dia, ou melhor, grande Noite, os voluntários começaram a se preparar por volta de quatro horas antes do evento, fazendo algumas últimas passagens de palco ou maquiando uns aos outros. Foi muito agradável ver voluntários mais antigos na IYF ajudando os mais novos a se maquiar, e os voluntários novos imitando e seguindo as instruções dos mais experientes. Em geral, podia-se ver que todos estavam unidos pelo coração.

A Noite começou às 19h com a Banda Glória cantando Trem Bala, uma das músicas mais pedidas, e Isn’t She Lovely, um clássico reproduzido de forma bem divertida. A plateia estava bem animada e, desde o início, todos sentiram que seria uma grande noite. Foi uma noite full-house: foram contabilizados 800 espectadores, dentre eles parentes e amigos dos 15 novos voluntários que se apresentaram pela primeira vez.

Em seguida, os sorrisos radiantes do grupo The Righteous Stars invadiram o palco. O grupo estava composto por 10 estrelinhas: 5 do time antigo e 5 novos voluntários. O pessoal que estava no backstage, assistindo de trás, não conseguia conter a emoção e felicidade e gritava, incentivando os amigos que estavam no palco. A palavra de ordem era “divertir-se”, pois somente assim é que se pode ganhar o coração dos outros também.


Posso dizer que a Noite Cultural foi espetacular porque todos fomos capazes de unir nossos corações como um. Realmente, todo esse processo foi bem cansativo. No meu caso, tinha momentos que eu sentia que meu corpo não ia aguentar mais, mas graças a Deus, tive a capacidade de seguir firme e forte. E que mesmo com os erros e problemas, a união de todos e nossa fé tornava tudo muito mais divertido. O que eu posso dizer é que a Noite Cultural e os trabalhos da IYF não são só para uma apresentação, mas é algo que nos ensina que precisamos um dos outros sempre, e que é divertido estarmos juntos!

– Mayara Lopes

Os participantes das Oficinas Gratuitas foram homenageados com um vídeo resumo dessa segunda temporada. E aí começou a viagem! No primeiro bloco de destinos, estavam a China, Ilhas Fiji e África do Sul.


15 de julho de 2017, um dia inesquecível. Eu lembro como se fosse ontem, eu estava sentada esperando meu irmão subir no palco e se apresentar. Eu era pequena e não lembro de tudo, mas o que marcou foi o sentimento. Eu achei muito interessante e ao ver todas aquelas pessoas dançando com aquele sorriso enorme e a grande presença, eu automaticamente começava a sorrir também. Eu sempre pensei “meu Deus, espero algum dia ser igual a eles”. Meus pais também sempre falavam que ainda iriam ver seus dois filhos juntos no palco, mas eu nunca tentei realmente porque não danço bem e isso me desanimava, eu pensava que era só dançar bem e pronto, e também sou muito tímida, o que não ajuda hahah.
No inicio de 2017 eu pensei comigo: “Deus, por favor me dê forças para que eu possa vencer esse meu medo e essa minha timidez, eu ja perdi muita coisa devido a isso, não posso continuar assim”, mas eu não senti que algo havia mudado. Então ouvi que iria ter o Korea Camp e chamei minha amiga para ir comigo, e desde minha primeira vez até hoje na IYF, é o mesmo sentimento, sempre me sinto bem, calma, feliz, no worry kkkk. Ouvi que aos sábados teria o workshop e me interessei logo de cara, maaas a vergonha me impedia (acho que até meu irmão havia desistido de me convencer!) Pedi para Deus novamente antes de dormir e no dia seguinte eu havia acordado já com a certeza de que eu iria não importa o que houvesse, sinceramente eu me senti muito feliz pois depois desse dia eu nunca pensei em desistir 😂.
O workshop e a noite cultural aconteceram e foram as melhores coisas que já ocorreram pra mim. Nós não precisamos dançar bem e nós não podemos dançar pra nós mesmos com nossos corações. Nós temos que encontrar a graça e dançar com o coração de Deus pois, sem Ele, nós não somos nada, não somos capazes de fazer nada. Com o coração de Deus, sempre irá sobrar gratidão no meu coração, e estou muito feliz e agradeço a Deus por ter me dado forças para chegar até aqui. Também sou grata por ter colocado a IYF na minha vida, pois lá nós somos todos uma família e eu realmente amo tudo isso 💜❤

– Isabella Ferreira



Antes de continuar viajando para outros países, a Noite deu sequência com a viagem para o Mundo do Coração, com a palestra de Inteligência Emocional. O palestrante comentou sobre uma jovem voluntária cujo pai a impedia fortemente de participar das atividades da organização, e esse mesmo senhor estava presente naquela noite. Conhecendo o trabalho da IYF e vendo sua filha dançar no palco, ele se arrependeu e, emocionado, prometeu não somente permitir que ela continuasse na ONG, como também prometeu que a apoiaria continuamente.


No segundo bloco de danças, estavam entre os destinos a América Latina, Coreia do Sul e, finalmente, o Brasil.

Essa minha primeira Noite Cultural foi uma experiência perfeita, cresci muito nos ensaios, durante e após a noite. Trabalhar em grupo, conectar seu coração com os de outras pessoas, dar tudo de você e ainda mais um pouco, para apresentar durante alguns minutos que valeram muito a pena e me trouxeram um sentimento de sempre continuar tentando, encarar tudo com um sorriso no rosto, e se alegrar nas pequenas coisas.
Agora eu tenho muita gratidão por todo esse tempo, por ter tido essa oportunidade de estar participando, e de tudo ter dado certo pela graça de Deus. E que venham muitas Noites Culturais pela frente!

– Renan Felix


Voltando ao continente africano, os jovens da IYF cantaram 4 músicas africanas a capella, com ajuda de uma voluntária natural de Gana.

Encerrando a Noite, todos os voluntários foram chamados ao palco de surpresa e, juntos, entoaram a canção As Estrelas, uma homenagem aos próprios voluntários que, através de dificuldades e alegrias, fizeram juntos essa noite tão especial e divertida.

“Um dia ao invés do céu, ao meu redor, começou a surgir muitas estrelas! Eu me senti feliz; juntos, regozijamos! Este mundo se iluminará através das estrelas, quão formosas estrelas!”

A sessão de fotos foi bem longa depois do término do evento. O choro foi livre, mas choro de alegria! Através de eventos como este, a IYF busca alcançar esses jovens que vivem isolados e em seu próprio mundinho para tirá-los da escuridão e brilharem, como as estrelas que iluminam as noites escuras. A IYF Brasil agradece a todos os envolvidos na realização desta Noite Cultural e espera transformar os corações de cada vez mais jovens – e de suas famílias também!

Confira todas as fotos do evento em nosso Flickr!

Arquivos